Profª. Adriana Calvo - Direito do Trabalho
ÁREA RESTRITA A ALUNOS
Facebook
Twitter
Youtube
Busca

Notícias

Alternativas à revista íntima
03/10/2006
Arquivo Notícias
A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) é clara, em seu Artigo nº 373, quanto à proibição da revista íntima. E a jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e das demais instâncias tem sido favorável ao trabalhador que pede indenização por ter sido revistado.

Segundo a advogada Adriana Calvo, existe um conflito de competências quando o assunto é revista íntima, já que os dois lados têm respaldo legal para contestar. Da mesma forma que o trabalhador tem direito à privacidade, a Constituição Federal assegura ao empregador o direito de proteger seu patrimônio. "Mas a Justiça sempre tem como prioridade a preservação da dignidade da pessoa, por isso as empresas perdem a maioria das ações."

Ela diz que se a revista for essencial para a preservação da empresa, é preciso buscar alternativa na Justiça do Trabalho. Ela cita como exemplo uma fórmula adotada por um laboratório farmacêutico para conter o roubo de comprimidos.

Como a empresa enfrentava processos por causa da revista, chamou um representantes do Ministério do Trabalho (MTb) para buscar uma solução. "O laboratório criou um detector que identifica a presença de um dos componentes do remédio toda vez que o funcionário passa por ele. O MTb permitiu essa verificação em substituição à revista para conter os furtos." (MR)
Fonte: -
Calvo e Fragoas Advogados
MATRIZ
Edifício Metrópolis
Itapecuru 645 - sala 1325
Alphaville Industrial Barueri SP CEP 06454-080
Tel: 11 4195-8130
FILIAL
Av. Paulista 726, 17º Andar, Cj. 1707-D
Bela Vista São Paulo SP CEP 01310-910
Tel: 11 3254-7516
Fax: 11 3254-7628
Powered By Vexxo